O que é democracia para um socialista?

“Defenderemos a democracia”. Talvez não haja chavão mais repetido na América Latina quando se trata de um governo esquerdista caindo. Já foi demonstrado várias e várias vezes que a “democracia” nunca foi o objetivo em mente de qualquer socialista, pois o socialista é aquele que pensa que sabe mais do que todos; e por conta dessa sabedoria ele deve sentar no trono do poder e mandar e desmandar a seu bel-prazer. Entretanto, eles continuam repetindo a mesma coisa: “Defenderemos a democracia”.

Hipocrisia é o nome que damos para designar a atitude constante de alguém que vive no fingimento. Jesus Cristo censurava os fariseus, chamando-os de hipócritas, não por causa de suas palavras, mas de seus atos, de suas vidas. São os seus atos que dizem no que você realmente acredita, “pelos frutos conhecereis quem são”. Logo, sabendo o que significa a palavra “democracia” e observando o que os socialistas fazem e defendem, podemos dizer que Jesus Cristo também os censuraria. Porém, como vemos um comportamento constante em todos os esquerdistas quando se trata de “democracia”, me ponho a perguntar: e se “democracia” significar outra coisa para um socialista? Afinal, o que é democracia para um socialista?

O socialismo tem como premissa fundamental que os homens têm que ser iguais. Mas iguais em relação a quê? Somos iguais perante Deus; teoricamente iguais perante a lei. Isso significa que a igualdade real e benéfica é em relação ao valor de cada ser humano; em outras palavras: não existe quem seja mais valioso intrinsecamente. Um exemplo disso está em Êxodo 21.24: “Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé.” [1] Essa lei está dizendo que um olho de um camponês não vale mais que o olho do rei, como explica Denis Prager, em seu livro Racional Bible (Bíblia racional). Essa é a igualdade benéfica e a única possível de ser alcançada. Os socialistas, entretanto, pensam que temos que ser uniformes. É bem diferente. Essa “igualdade” é uniformidade. Isso significa a aniquilação da liberdade de consciência, pois se as pessoas podem ser diferentes é porque são livres.

É aí que está a “democracia igualitária” socialista: não é um governo que respeita as diferenças, mas que procura aniquilar todas elas e estabelecer um modelo fixado de ser humano que eles julgam ser ideal. É por isso que eles repetem tanto que “defendem a democracia” quando um governo totalitário, como o de Maduro, é atacado.

 Simplificando: democracia significa a esquerda socialista no poder. Agora podemos refazer as frases:

“Defendemos a democracia venezuelana” significa: “Defendemos a ditadura socialista na Venezuela”.

 “Nós lutamos pela democracia na época da ditadura militar” significa: “Nós lutamos por um governo socialista na época da ditadura militar”.

“Isso é um ataque à democracia” significa: “Isso é um ataque ao socialismo” — mas pode significar também “Não gostei disso”.

É bom ter em mente também que o socialista se autoinititula “representante do povo”. Como representante, ele é o supra-sumo das vontades do povo; logo, suas vontades são a vontade do povo. Por isso ele fica tão triste, pelo “povo”, quando uma autoridade, ou um governante, frustra os projetos deles. Continuando nessa associação mental alucinógena, como eles são do povo, seus inimigos são inimigos do povo (e também da democracia); o inimigo do povo é o capitalismo e o capitalismo são os Estados Unidos. Daí surge a ideia de que o Sérgio Moro é um agente da CIA e aquela multidão nas ruas da Venezuela é culpa do Donald Trump, segundo Maduro. Hipocrisia, na verdade, é pouco.

É aí que entra a idolatria do Estado, pois um Estado intervencionista atinge todas as pessoas que estão sujeitas a ele. Esse intervencionismo tem um nome muito fofo: “políticas públicas”. Cada vez que se ouve falar em “políticas públicas” estamos falando em delegar ao Estado (e, por conseguinte, a quem comanda o Estado, seja uma pessoa ou um grupo específico) mais uma autoridade, aumentando seu alcance e poder sobre seus cidadãos. É através dessas “políticas públicas” que os socialistas irão te dizer como você deve se comportar, o que você vai falar, no quê você vai crer, quanto de sal você vai consumir… Tudo de acordo com o que o Leviatã hobbesiano mandar.

Agora sabemos o que é democracia para um socialista. É um governo que quer ser o deus de um povo e moldá-lo de acordo com sua imagem e semelhança.


[1] Aqui estamos tratando em uma esfera estritamente humana. Não vou entrar na questão espiritual levantada por Jesus Cristo, no sermão do monte, porque ali Jesus estava ensinando o proceder de um cristão e não redigindo uma constituição.

Um comentário em “O que é democracia para um socialista?

Deixe uma resposta para sergioricardosite Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s